A arte de autoflagelação

A arte de autoflagelação

A história é verídica mas gostaria de dizer que é de ficção para proteger os amigos de treino, dos quais gosto muito, mas servirão de exemplo para esse nosso bate-papo.

Todo corredor tem fases de treino,uma  hora está fazendo a base para uma corrida específica, outra hora está na periodização e assim vai, e cada uma dessas fases tem uma certa intensidade e volume e isso deve ser respeitado.

Mas não é o que eu vejo por aí, tenho convivido com vários tipos de corredor:

  • o que está sem tempo para treinar, levando tudo no mais ou menos, mas resolve se inscrever para uma prova grande e difícil e conforme a data vai chegando a realidade mostra que ele fez merda e acaba desistindo da prova, perdendo a grana que investiu e chateado por não cumprir o que se propôs;
  • tem também o corredor animado que vem treinando bem mas está numa fase de volume baixo, mas ao saber de um treino fodástico e duro resolve ir e acaba todo arrebentado, quando não precisa de uma carona para terminar;
  • sempre tem também o corredor zuado, hora o joelho está doendo ou a panturrilha que está fisgando e etc mas esquece de tudo isso e se mete em fazer o treino longo muito mais longo que ele poderia e o que estava doendo vira uma lesão;
  • algumas vezes cruzo com o corredor bússola, aquele cara que não conhece o caminho mas como ele está voltando pelo mesmo caminho que foi, dispara na frente e depois descobre que o caminho não era bem aquele, mas que bom que se perdeu e fez alguns quilômetros a mais, mais sempre é top !;
  • o corredor camelo é fácil de reconhecer, às vezes eu me reconheço nele também, sai para o treino e nem se preocupa se tem água suficiente e acaba economizando ou analisando qual vai ser a poça em que vai encarar a usar o filtro mega-blaster de sobrevivência;
  • o inexperiente que nunca fez tal distância mas que acha que aguenta e não conta para o grupo e na metade já está todo arrebentado pedindo para deixarem ele para trás que ele vai voltar andando mas que confessa que aquele é o recorde pessoal de distância percorrida ou sofrida nesse caso;
  • me divirto muito com o corredor vaselina, esse fode o próximo, convida aquele amigo que nunca se meteu na trilha para um treininho leve e faz o cara correr muito mais que poderia dizendo que ele está indo bem, que é forte, que o Sol não está queimando e depois o coitado fica o resto do fim de semana à base de Advil e remorso.

Bom eu poderia ficar relembrando de vários casos mas a mensagem não é essa.

Gente vamos por a mão na consciência e treinar com prazer, não precisa terminar parecendo um lutador de vale-tudo! A galera programou um treino de 40k mas você está mais para 20k, não tem problema vai até uma parte e volta, procure outros que queiram fazer o mesmo, assim vocês se preservam e terminam com prazer. Corram bem para correr sempre !

Ps: Eu mesmo me encontrei em vários casos acima, então não se sintam sozinhos rsrsrsrsrs

خبر

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*